Polícia Civil cumpre novos mandados em investigação contra servidores fantasmas

0

Novos mandados de busca e apreensão relacionados à operação Catarse estão sendo cumpridos pela Polícia Civil em Araguaína, norte do Tocantins, nesta sexta-feira (15). São mais quatro pessoas suspeitas de terem sido funcionárias fantasmas da extinga Secretaria-Geral do governo do Tocantins.
Nesta quinta-feira (14) outros mandados foram cumpridos na cidade. Durante depoimentos, duas mulheres contaram que foram contratadas pelo Estado e somente trabalharam nas campanhas de Valderez Castelo Branco (PP) e Mauro Carlesse (PHS).
De acordo com o delegado José Anchieta de Menezes, os supostos funcionários fantasmas foram exonerados em 31 de dezembro de 2018, depois que a Polícia Civil cumpriu mandados no Palácio Araguaia e encontrou indícios de que o Estado tinha mais de 300 pessoas recebendo sem trabalhar.
Outro lado
O governo do Tocantins não comentou as declarações das ex-servidoras, mas disse que “não há funcionários fantasmas na atual administração”. Ressaltou ainda que os mandados não foram cumpridos em órgão público do Estado.
O governador Mauro Carlesse (PHS) também disse desconhecer os fatos. “Eu não sei ainda. Eu não vi ainda, não posso te informar. A gente vai procurar saber e depois passar as informações para vocês, porque eu não tenho esse conhecimento”.
A deputada estadual Valderez Castelo Branco disse que não foi informada oficialmente sobre o assunto. Ela afirmou que, assim que tomar conhecimento dos fatos, se colocará à disposição para esclarecer às dúvidas.
FONTE: G1 TOCANTINS

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.