A partir desta terça-feira, eleitores só podem ser presos em casos especiais

0

A partir desta terça-feira, 23, eleitores não poderão mais ser presos, exceto em casos de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto. O Código Eleitoral veda prisões desde cinco dias antes e até 48 horas depois do encerramento da eleição. Regra vale até 48 horas após o encerramento da eleição, que tem primeiro turno marcado para domingo, dia 28 de outubro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.